domingo, 21 de novembro de 2010

Intersecção



No exato momento
em que eu comemorava
meu aniversário
nascia
na maternidade Santa Rita
uma menina de nome
Sofia.
E enquanto Sofia
chorava
com a palmada do médico;
Na Av. Brasil
morria
Maria.

Vinte horas e cinquenta minutos.
Não se pode dizer
se esta é uma hora
triste
ou
feliz;
A vida não sabe destas coisas
quem decide isso somos nós.

Vinte e uma horas.
Ivone
que sozinha ganhou na loteria
chora.
É a mesma composição química
das lágrimas de quem chora por Sofia ou Maria
mas não o mesmo peso
nem dor ou alegria.

E eu; Apenas abro os meus presentes
indiferente
aos meus convidados.
 

2 comentários:

  1. Nossa, fazia um tempão que eu não passava por aqui. Não gosto muito de comparações (escrevemos, às vezes, para firmar uma personalidade própria, não é mesmo?), mas esta é inevitável: Lembrou-me Poema Sujo, do Gullar. Adorei. Mesmo.

    ResponderExcluir
  2. sempre me surpreenddendo;pra mim, é viciante vir aqui!

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito bem - vindo, fique a vontade!