terça-feira, 15 de novembro de 2011

E Não Era O Último



e você, quem é?
essa não é
a pergunta a se fazer.

E eu quem sou?
eu não vou
dizer
e pensar em ser
se não devo
e não sei.





agora estou com peso
na consciência
estou
como aquele cara a pedir dinheiro no sinal
a fazer malabares para chamar sua atenção
para ganhar uns trocados
apesar de ser mais talentoso que a maioria
mas não ser ambicioso
nem ser economista
e iconoclasta.

Basta!


a verdade
constrói
e destrói o que não quero ver


as vezes enxergo demais.

Só me diga se estou errado
em te amar
e investir o que de mim é mais sagrado
em você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário é muito bem - vindo, fique a vontade!