sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Estrada para a perdição

O gorjear de uma ave
o latir de um cão
se vão
quando o asfalto
consome o chão

O progresso vem
com seus próprios animais
o som do motor
e do pneu cortando a rua

Vou sentir cada segundo
o cheiro de terra
o céu estrelado.
A saudade e o tempo
vão ser bem aproveitados

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário é muito bem - vindo, fique a vontade!