quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Já não tem ninguém
já não tem
há quem
chamar de sua.

O que restou
foi o vazio
da cadeira
do lar
e do coração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário é muito bem - vindo, fique a vontade!