segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Hoje me deu vontade de escrever.
Me deu vontade de correr, nadar
E fazer coisas não vistas.
Me deu vontade de nada e do fim.
Da diretriz sem rumo, do rumo sem razão
Da vitória sem competição.

Um comentário:

O seu comentário é muito bem - vindo, fique a vontade!