segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Simples




Aquela manhã ensolarada,
em que todos os problemas
que martelam sua cabeça
boa parte do tempo,
se vão.

Seu sobrinho (ou filho ou irmão)
corre sem camiseta
pela casa
e você
percebe que a vida
não é só
essas besteiras modernas
e cotidianas.
E que ele, o menino, é muito feliz
sem saber que o homem já pisou na lua.









PS: Gente, eu sei que devia ter postado a segunda parte da retrospectiva em poemas, mas é que ocorreram alguns problemas e esse poema me veio hoje, de bate-pronto, e resolvi postá-lo. Prometo que essa semana ainda sai o outro post.

2 comentários:

  1. Me lembrei de: "Saudade do tempo que o dia era só jogar futebol..."

    ResponderExcluir
  2. Hey michell
    muito legal seu blog ^^
    bem interessante


    foi vc quem escreveu todas??

    abraços!

    ResponderExcluir

O seu comentário é muito bem - vindo, fique a vontade!